A assessoria jurídica é peça-chave no gerenciamento de riscos de toda e qualquer empresa. Afinal, muitas das condições que expõem o negócio a chances de perda são fruto de questões legais mal resolvidas.

É o que acontece diante de análises equivocadas da legislação, do desconhecimento das consequências jurídicas de certa atividade, do recolhimento inadequado de impostos e outras tantas ações do cotidiano de um empreendimento.

De fato, você já deve ter passado por alguma situação prejudicial que poderia ter sido evitada, não é mesmo?

Então, continue a leitura e entenda o papel do auxílio especializado na redução desses eventos!

O que é gerenciamento de risco?

As empresas organizam uma quantidade de recursos humanos e financeiros para minimizar as chances de que eventos prejudiciais ocorram. É o chamado gerenciamento de risco.

Essa atividade exige a identificação dos fatores ou condições que aumentam ou diminuem a probabilidade de um dano, bem como medidas de planejamento, controle e direção.

Contudo, nem sempre as informações necessárias para eliminar ou minimizar os riscos estão ao alcance imediato dos gestores. Principalmente em relação à legislação, isso quase nunca acontece.

As normas jurídicas exigem um conhecimento específico para serem entendidas da maneira correta, desde textos científicos até o conjunto de decisões judiciais sobre um tema.

Sendo assim, a assessoria jurídica exerce um papel central no gerenciamento de riscos. Veja a seguir!

Qual o papel da assessoria jurídica no gerenciamento de riscos?

A conduta de uma empresa pode gerar consequências jurídicas favoráveis ou desfavoráveis:

  • se a empresa praticar um ato ilícito (contrário a lei), ela sofrerá com multas, obrigações de indenizar e afins;
  • se escolher um regime tributário adequado, receberá benefícios fiscais;

Nesse sentido, um risco surge sempre que há chances de ocorrer uma consequência jurídica negativa ou a perda de um benefício.

Com efeito, o papel da assessoria jurídica é justamente minimizar essas probabilidades. O auxílio de advogados atua nos diversos pontos do gerenciamento de risco, fornecendo subsídios para tomada de decisão e prática empresarial. Isso inclui:

  • auxiliar a estratégia da empresa, antevendo as consequências jurídicas e os riscos das alternativas que o gestor tem a sua disposição;
  • facilitar a gestão tributária e reduzir riscos nessa área;
  • prevenir riscos, oferecendo informações relevantes sobre as exigências legais para cada caso;
  • revisar contratos, documentos, procedimentos e rotinas administrativas, a fim de minimizar as chances de descumprimento da legislação;
  • dimensionar o custo do direito, ou seja, o quanto a empresa precisa dispor para obedecer a lei, pagar despesas processuais e satisfazer às decisões judiciais;
  • orientar os colaboradores e integrá-los às políticas de redução de riscos;
  • estabelecer medidas de contenção de danos, para caso as decisões mais arriscadas levem à consequências indesejáveis.
  • facilitar as medidas de transparência da empresa, especialmente a prestação de contas;
  • dentre outras ações.

Vale ressaltar que, esse auxílio pode trazer benefícios para empresa. Prossiga!

Quais os benefícios de contar com a assessoria jurídica no gerenciamento de riscos?

A consultoria de advogados traz inúmeras vantagens em relação aos riscos do negócio:

  • redução dos custos e riscos que envolvem a legislação;
  • prestação de contas mais transparente;
  • obtenção de novas alternativas de decisão;
  • rotinas e procedimentos internos mais adequados;
  • colaboradores cientes do que pode ou não fazer;
  • mitigação das chances de fraudes e atos de corrupção, mantendo o chamado compliance;
  • segurança nas decisões tomadas;
  • dentre outros.

Sendo assim, a assessoria jurídica otimiza o gerenciamento de riscos da empresa. O que, consequentemente, reduz custos e aumenta o retorno dos investimentos.

Caso você tenha interesse nesse serviço especializado, entre em contato com a nossa equipe e obtenha mais informações!

Share This