Toda empresa que se preocupa com a gestão e manutenção dos negócios necessita de um auxílio jurídico.

Rotineiramente o empreendimento está sujeito a problemas judiciais e outras questões em que há a necessidade de especialistas na área do direito.

Uma dúvida muito comum é a diferença entre escritório de advocacia ou departamento jurídico, qual seria o mais benéfico?

Para ajudar nessa decisão, elaboramos este texto. Confira!

Departamento jurídico

Ter um departamento jurídico na empresa é um procedimento bastante válido, tendo em vista que a empresa terá um profissional à sua disposição, com conhecimento jurídico e qualificação necessária para tratar de todas as questões jurídicas do empreendimento.

Além disso, um departamento jurídico está presente na rotina da empresa e tem acesso mais fácil os trâmites internos.

Assim, é possível ter uma assessoria durante todo o período de funcionamento da empresa, de forma eficiente e próxima pelo advogado contratado e demais funcionários, quando for o caso.

Escritório de advocacia

Na contratação de um escritório de advocacia para atuar com consultoria e demandas judiciais, o serviço do departamento jurídico será terceirizado, não sendo necessária a manutenção de funcionários para o exercício dessa função, ou seja, os vínculos empregatícios e os encargos deles decorrentes são reduzidos.

Essa terceirização torna esse auxílio jurídico mais econômico, pois não conta com funcionários e espaços da própria empresa, sendo uma opção vantajosa principalmente se a empresa não tem muitas demandas, oferecendo um serviço mais especializado e abrangente.

Escritório de Advocacia ou Departamento Jurídico

Cada negócio pode se beneficiar de formas diferentes com cada opção. Desse modo, é preciso entender as demandas jurídicas do negócio e as necessidades referentes às consultorias e prevenção.

Contudo, a terceirização pode trazer mais vantagens:

Redução de custos

Contratar um escritório diminui os custos com funcionários, que incluem o salário, despesas com INSS, FGTS, além dos benefícios como férias e 13º salário.

Desse modo, principalmente nos casos em que a empresa não tem muita demanda judicial, a contratação de um escritório de advocacia é mais vantajosa.

Assessoria por advogados especializados

Os escritórios são formados por advogados especializados em diferentes áreas do direito. Desse modo, garante maior qualidade e abrangência na prestação dos serviços.

Este fator é essencial, tendo em vista que uma empresa se envolve com diversos assuntos: direito do trabalho, direito tributário, direito do consumidor, contratos, entre outros.

No departamento jurídico, geralmente se contrata um profissional especializado em uma área, como direito tributário ou trabalhista. Já a contratação externa garante a cobertura de áreas diversas.

Disponibilidade de profissionais

Outra vantagem ao contratar um escritório é a disponibilidade constante de profissionais. Isso porque o escritório sempre precisará ter pessoas capacitadas para exercer as funções dos advogados que, eventualmente, precisarem se afastar.

Assim, não terão os problemas relacionados à indisponibilidade por faltas, férias ou outras licenças.

Praticidade na contratação

Com a contratação de um escritório, a empresa terá sempre a sua disposição o auxílio jurídico necessário. Assim, nos casos de imprevistos, a empresa não precisará sair em busca de profissionais.

Em caso de erros e problemas relacionados a funcionários a empresa pode ter mais gastos e até responsabilidades perante terceiros. Nesses casos, lidar com a situação referente a escritórios gera menos transtorno. A rescisão contratual é mais simples nestes casos e, mesmo se houver pagamento de multa, o valor é inferior ao que seria gasto com as verbas rescisórias de um funcionário.

Assim, evita-se a elaboração de diversos contratos e burocracias com a contratação e demissão de funcionários, facilitando o controle financeiro da empresa.

Assessoria mista

Outra opção é a utilização dos dois serviços. A implantação de um departamento jurídico interno, com um funcionário que estará sempre atento a todas as necessidades jurídicas da empresa, junto com a contratação de um escritório externo.

O trabalho conjunto permitirá que o departamento jurídico foque nos processos internos da empresa, sendo auxiliado pelos profissionais especializados nas diferentes áreas que somente um escritório pode oferecer.

Assim a empresa consegue aproveitar as vantagens das duas formas de contratação, garantindo a proteção jurídica que o negócio precisa.

Ficou mais fácil escolher entre escritório de advocacia ou departamento jurídico? Se você gostou desse artigo, assine a nossa newsletter para receber outros conteúdos como este diretamente no seu e-mail!

Share This